cuidados-para-tomar-instalar-ar-condicionado

Quais cuidados tomar antes de instalar o ar-condicionado?

Um ar-condicionado é um aparelho estratégico para ter em casa, mas muita gente fica em dúvida na hora de comprá-lo, pois não sabe qual modelo escolher e quais cuidados tomar para tê-lo em casa.

Além de climatizar o ambiente e poder aumentar a temperatura, dependendo do modelo escolhido, o ar-condicionado ainda retira umidade e partículas poluentes do ar, acabando com o mofo e reduzindo a circulação de insetos.

Por isso, se você deseja ter mais conforto térmico em casa e está pensando em comprar um ar-condicionado, confira alguns cuidados essenciais antes da instalação.

Espaços

Antes de começar a pesquisar modelos, certifique-se de qual será o lugar em que o ar-condicionado será instalado e tire as medidas exatas. Se o aparelho for do tipo split, lembre-se que uma parte fica do lado de fora (condensadora) e a outra do lado de dentro (evaporadora).

Essas duas partes são conectadas por tubulações que usam PVC para drenar água (ligada à rede pluvial), fiação elétrica (feita de cabos dimensionados de acordo com a potência do aparelho) e cobre ou alumínio (com bitolas e diâmetros adequados à potência do equipamento).

Se você mora em condomínio, é importante verificar as regras e consultar o síndico sobre essa possibilidade, já que muitos edifícios possuem restrições de procedimentos que alteram a fachada do prédio. Além disso, certifique-se de que a estrutura do edifício é adequada, já que, sem cuidado, a sua intervenção pode afetar a rede elétrica, de esgoto ou água.

Estruturas

Na hora de certificar onde vai colocar o aparelho, lembre-se de que a unidade interna (evaporadora) deve ficar sobre uma estrutura que suporte o peso e as vibrações do ar-condicionado enquanto ele estiver funcionando.

O local e a estrutura escolhidos não podem ter nenhum obstáculo que atrapalhe a entrada ou a saída de ar do aparelho, nem o funcionamento do controle remoto. Além disso, o ar-condicionado deve ficar a, pelo menos, um metro de distância de lâmpadas fluorescentes e aparelhos eletrônicos, para não ocorrer interferências eletromagnéticas.

Já a unidade externa (condensadora) precisa estar em um lugar aberto e seco, sem muita incidência de luz solar. Se esse for o caso, é recomendado cobri-la com um toldo. Outro fator importante a ser checado é se os possíveis ruídos do aparelho vão atrapalhar seus vizinhos. Por fim, verifique os locais para a drenagem de água, considerando os pontos fluviais.

Parte elétrica

Outro aspecto fundamental da instalação é verificar as condições da rede elétrica da casa. Geralmente, os modelos splits exigem uma tensão de 220v. Se a rede não fornece essa quantidade, é preciso solicitar uma mudança junto à empresa responsável por distribuir a energia no seu bairro.

É preciso ter um disjuntor específico para cada ar-condicionado, com uma fiação única dedicada a ele. Caso não haja um circuito elétrico exclusivo, e a ligação for irregular, há chances da rede elétrica ficar sobrecarregada, colocando a sua residência em risco.

Essa parte da instalação é mais delicada e pode afetar o funcionamento de outros aparelhos eletrônicos da casa. Por isso, contrate um eletricista para checar a rede antes de instalar o ar-condicionado, pois um serviço incorreto causa defeitos no dispositivo, como maior consumo de eletricidade e menos tempo de vida útil.

Manutenção

Não adianta investir em um bom equipamento se a instalação for feita de qualquer jeito, sem o acompanhamento de um profissional qualificado. Por isso, pesquise alguns profissionais e obtenha indicações confiáveis de pessoas próximas.

Além disso, é fundamental realizar a manutenção esporádica do aparelho, incluindo a verificação da fiação e a limpeza dos filtros, pelo menos, uma vez por mês.