Você não vai acreditar quem é o marido da Roberta Close. Você vai ficar sabendo também os desafios que ela enfrentou.

Roberta Close é o nome artístico de Roberta Gambine Moreira. Ela nasceu no Rio de Janeiro em 07/12/1964. Modelo, atriz, cantora e apresentadora estão em sua lista de atuações. Ficou conhecida internacionalmente pela sua beleza e pela mudança de sexo.

E pra você, qual sua opinião sobre a decisão de Roberta Close de mudar de sexo? Deixe sua opinião para nós.

O sobrenome artístico “Close” refere-se à extinta revista Close, para a qual Roberta posou aos 17 anos, vendendo mais de dez milhões de cópias.

O então garoto Luiz Roberto descobriu-se transgênero ainda na adolescência, enfrentando o preconceito da família e da sociedade. Mesmo assim, decidiu assumir publicamente a sua identidade feminina de Roberta Close.

A jovem se fez independente desde cedo e aos 14 anos decidiu sair de casa e foi viver com a avó. Queria ser modelo e famosa. A morena de olhos negros e 1,80 de altura chamavam a atenção de todos mas de forma natural, e não exibiam traços masculinos. Em 1981, Roberta Close ganhou o título de Miss Brasil Gay.

Em entrevistas, Roberta afirmou que nasceu intersexo, tanto que, ao fazer exames de DNA, o resultado comprovou que, mesmo quando possuía um órgão genital masculino, também nasceu biologicamente com características hormonais entre o típico masculino e feminino.

A batalha judicial para mudar seu nome durou 15 anos. Somente em 2005, Roberta Close conseguiu o direito de mudar o nome de Luiz Roberto para Roberta Gambine Moreira, tudo registrado em uma nova certidão de nascimento.

Mas afinal, quem é o marido de Roberta Close?

Desde a década de 1980, Roberta mantém uma união estável com o empresário suíço Roland Granacher. Em 1993 decidiu deixar sua carreira artística, e morar com ele em Zurique. Naturalizada suíça, casou-se legalmente com ele e leva uma vida discreta, porém extremamente feliz.

Compartilhe.
Avatar de Cristina Leroy Silva

Formada em letras pela UNICURITIBA, Cristina Leroy começou trabalhando na biblioteca da faculdade como uma das estagiárias sênior. Trabalhou como revisora numa grande editora em São Paulo, onde cuidava da parte de curadoria de obras que seriam traduzidas/escritas. A 4 Anos decidiu largar e se dedicar a escrever em seu blog e sites especializados