Post Content

✅ Me siga no Instagram: https://www.instagram.com/razaoeconomica/

Os Semicondutores, chamados também de Microchips, são o cérebro de todas as tecnologias modernas e essenciais para fabricação de produtos que vão desde Máquinas de lavar até computadores, Celulares, Carros, Inteligência artificial, robótica e Energia renovável. Essa tecnologia feita com Silício conecta o mundo físico com o digital tornando-a a “Mãe de todas as Tecnologias” e, portanto, muito importante para a autonomia tecnológica de qualquer país. A nação que domina a produção desse recurso expande sua influência sobre os países que não são capazes de desenvolver.
E a importância essa tecnologia se tornou ainda mais evidente com a Escassez de Semicondutores que o mundo vive atualmente. Empresas de automóveis como Toyota, Ford e Honda reduziram sua produção de carros, a Apple anunciou uma redução na quantidade de iPhones 13 sendo fabricados e os preços de produtos de tecnologia como notebooks, monitores e vídeo games aumentaram drasticamente, tudo isso devido à escassez mundial de Microchips e essa situação mostrou ao mundo a enorme relevância de Taiwan como pilar da tecnologia e economia moderna. Mas por que Taiwan é o lugar mais importante do mundo da atualidade? E como essa grande crise mundial dos Chips começou? É isso que vamos ver nesse vídeo…

Fontes:
Lee G. Branstetter, 2021. DOES OFFSHORING PRODUCTION REDUCE INNOVATION: FIRM-LEVEL EVIDENCE FROM TAIWAN

Philippe Chevalérias, 2010. The Taiwanese Economy After the Miracle

Willy Shih, 2010. Upgrading the Economy: Industrial Police and Taiwan’s Semiconductors Industry

John A. Mathews, 1997. Silicon Valley Of The East: Creating Taiwan’s Semiconductor Industry

William C. Kirby, 2021. Taiwan Semiconductor Manufacturing Company Limited: Global Leadership in ChipmakingRead More

Compartilhe.
Avatar de Cristina Leroy Silva

Formada em letras pela UNICURITIBA, Cristina Leroy começou trabalhando na biblioteca da faculdade como uma das estagiárias sênior. Trabalhou como revisora numa grande editora em São Paulo, onde cuidava da parte de curadoria de obras que seriam traduzidas/escritas. A 4 Anos decidiu largar e se dedicar a escrever em seu blog e sites especializados