O conceito de metaverso existe há muito tempo (o termo foi cunhado no romance de 1992 “Snow Crash” de Neal Stephenson), mas explodiu no quando a empresa anteriormente conhecida como Facebook mudou de nome em 2021.

Em todas as organizações de marketing, com 76% dos executivos de marketing B2C (marketing de negócios para clientes) pesquisados ​​planejando investir no metaverso este ano. Mas os resultados estarão à altura do hype?

Os seguimentos não se limitam apenas ao mundo dos games. Espera-se que o marketing médico em Goiânia entre no metaverso para estreitar a relação de médicos e pacientes, onde ele poderá fazer consultas, comprar remédios e até mesmo fazer exames de forma remota e em um ambiente otimizado para sua experiência pessoal.

Neste episódio, o vice-presidente, diretor de pesquisa Mike Proulx e vice-presidente, analista principal Julie Ask separam a oportunidade reais.

Definição do que é metaverso

Primeiro, eles definem o metaverso – essencialmente a camada de experiência 3D da internet – e por que estamos a pelo menos uma década de um verdadeiro metaverso.

Mas ainda há espaço para experimentação com “precursores do metaverso”, como a plataforma de jogos online Roblox. Sua marca deve entrar nisso?

Tudo se resume ao caso de uso. A Proulx e a Ask incentivam os profissionais de marketing a fazer um planejamento estratégico significativo e um design centrado no cliente antes de se envolver com os precursores do metaverso.

Saiba mais sobre o Marketing para iniciantes, qual é o melhor caminho para começar?

Marketing do metaverso

O marketing do metaverso também enfrenta uma batalha árdua com o sentimento do consumidor – isso porque insignificantes 14% dos adultos acham que as marcas deveriam construir mais experiências de marca.

Muitos consumidores, mesmo aqueles com conhecimento técnico, não estão interessados ​​no metaverso ou não sabem o que é. E os erros das mídias sociais – violações de privacidade, desinformação e assédio – contribuem para esse sentimento baixo.

A tecnologia não será a limitação do metaverso, será o entusiasmo.

Qualquer coisa pode acontecer à medida que o metaverso se torna realidade. À medida que se desenvolve, as marcas devem manter o foco em atender às necessidades do consumidor – o que pode envolver o metaverso – e deixar que outra pessoa tente acompanhar os Joneses.

Junte-se a Mike e Julie na CX North America de 7 a 9 de junho de 2022 para saber mais sobre marketing no metaverso e leia o relatório sobre o estado do metaverso.

Compartilhe.
Avatar de Cristina Leroy Silva

Formada em letras pela UNICURITIBA, Cristina Leroy começou trabalhando na biblioteca da faculdade como uma das estagiárias sênior. Trabalhou como revisora numa grande editora em São Paulo, onde cuidava da parte de curadoria de obras que seriam traduzidas/escritas. A 4 Anos decidiu largar e se dedicar a escrever em seu blog e sites especializados