A indústria de plásticos adaptou-se bastante nos últimos anos com o intuito de atender ao mercado e às principais exigências dos consumidores, que estão cada vez mais exigentes em relação ao impacto dos produtos no planeta.

Isso significa ter produtos altamente recicláveis e que possam ser reaproveitados nas mais diferentes formas, sem que eles impactem o meio ambiente sendo descartados apenas uma única vez.

Como hoje existem muitas opções de plásticos dentro do mercado, resolvemos trazer aqui uma explicação rápida sobre aqueles que são mais rápidos e que têm dominado o mercado nos últimos anos.

Quer conhecer mais a respeito deles e entender como funcionam? Então não deixe de acompanhar este conteúdo do site até o final!

O plástico PET

O plástico Tereftalato de Polietileno, mais conhecido pela sigla PET, é um dos principais tipos de plástico de última geração usado para fabricar embalagens de alimentos e também garrafas das mais variadas bebidas.

Esse é um dos tipos de termoplástico com maior índice de reciclagem e isso permite que ele passe por vários aquecimentos e moldagens durante sua vida útil.

Além disso, com ele você pode produzir fibras têxteis e ainda outros tipos de itens de plástico quando o PET passa por reciclagem.

Polietileno de Alta Densidade

Um segundo tipo de plástico de última geração que está entre os principais do mercado atualmente é o PEAD.

Essa é a sigla para polietileno de alta densidade, que trata-se de um plástico bem comum para a produção de embalagens de produtos líquidos, como desinfetantes e detergentes.

Mas engana-se quem acha que o uso do PEAD limita-se a isso. Na verdade, ele pode ser utilizado também para produção de dispositivos de telecomunicação e também pode ter uso sanitário.

O PEAD é um plástico extremamente leve, altamente resistente e também impermeável, tendo uma versatilidade enorme inclusive na sua reciclagem.

Isso quer dizer que você poderá ser transformado nos mais variados itens de plástico, como garrafas, embalagens e também móveis.

Polietileno de baixa densidade

Um terceiro tipo de plástico de última geração que toma conta do mercado é o PEBD, ou polietileno de baixa densidade.

Este é um plástico extremamente flexível, leve e impermeável, além de ser muito econômico. Por conta disso mesmo ele é muito aplicado nas embalagens flexíveis da indústria de alimentos, da agricultura e de cosméticos.

O PEBD tem um processo de reciclagem extremamente simples e a partir dele é possível originar produtos como panelas e sacos de lixo, apenas para citar alguns deles.

Polipropileno

O polipropileno encaixa-se também entre os tipos de plásticos de última geração que estão em alta no mercado e há muitos motivos para isso.

Em primeiro lugar, este é um tipo de plástico extremamente leve e que tem a característica da impermeabilidade.

Além disso, ele é extremamente resistente ao frio e ao calor, o que faz dele uma ótima opção dentro dos mais diversos segmentos do mercado de plástico.

Aliás, ele é muito usado para fabricar embalagens herméticas para os produtos alimentícios por conta dessa sua propriedade.

As embalagens feitas com esse tipo de plástico podem ir tanto ao congelador quanto ao micro-ondas sem nenhum problema.

Ele ainda é usado diretamente para a produção de peças e itens que vão ser aplicados dentro da indústria de automóveis e da construção civil, o que mostra a versatilidade desse plástico reciclável.

Resina PET

A resina PET pode ser considerada uma das opções mais inovadoras do mercado de plásticos na atualidade.

Ela é produzida a partir do monoetilenoglicol e tem como base principal a emissão de carbono que é capturado pela empresa.

Assim, é possível converter todas as emissões de carbono geradas em monoetilenoglicol através da fermentação e fazendo com que o processo seja muito mais rápido e limpo.

Portanto, com esse processo moderno é possível produzir essa resina PET com teor bem baixo de carbono e que poderá ser usada nas mais variadas segmentações de embalagens.

Assim, fica claro como além de um produto sustentável e de alta qualidade, a indústria de plástico tem o objetivo de reduzir a poluição por carbono nas fábricas.

A resina PET tem então um impacto ambiental muito menor do que se fosse criada através de qualquer outro método de fabricação em uma indústria de embalagens. 

Conclusão

Como você pode ver aqui, a indústria do plástico tem passado por mudanças cada vez maiores nos últimos anos e há produtos que são criados e que dominam o mercado atual baseados na reciclagem sustentável. 

Neste texto, nós mostramos a você alguns dos principais tipos de plásticos de última geração que tem dominado bastante o mercado e tornado essa indústria cada vez maus moderna para reduzir os impactos ambientais.

O que achou do conteúdo de hoje sobre inovação em materiais: conheça os plásticos de última geração que dominam o mercado?

Compartilhe.
Avatar de Cristina Leroy Silva

Formada em letras pela UNICURITIBA, Cristina Leroy começou trabalhando na biblioteca da faculdade como uma das estagiárias sênior. Trabalhou como revisora numa grande editora em São Paulo, onde cuidava da parte de curadoria de obras que seriam traduzidas/escritas. A 4 Anos decidiu largar e se dedicar a escrever em seu blog e sites especializados